A compra de dívida é um procedimento muito comum entre as instituições financeiras e pode ser uma boa opção para quem está com a corda no pescoço.

O termo “compra de dívida” pode parecer algo bem estranho, mas é mais comum do que se pode imaginar. Esse procedimento é bastante usado nas instituições de crédito. Funciona como uma estratégia inteligente de redução de juros ou de concessão de novos contratos. Além disso, a compra de dívida pode ser muito útil a quem não vê mais saída para se livrar de tantas contas no final do mês.

A compra de dívida funciona da seguinte forma: uma instituição financeira paga o saldo devedor de uma pessoa em outro banco para diminuir a taxa de juros sobre a dívida. Em outras palavras, é a transferência de dinheiro de um banco para outro. Normalmente com taxas menores, ou quaisquer outras condições que sejam mais vantajosas para o cliente.

A compra de dívida pode ser feita por instituições que trabalham com empréstimos consignados. Geralmente, elas são destinadas a servidores públicos, aposentados ou pensionistas. Esse público é o foco dos bancos, pois podem ter os empréstimos descontados em folha de pagamento e possuem maior estabilidade financeira.

Vantagens

A compra de dívida é uma forma bem eficaz de resolver problemas financeiros que já duram muito tempo. Com a opção de vender suas dívidas e ficar devendo em um só local, você pode reduzir a taxa de juros, além de remanejar o seu orçamento e prolongar o prazo de pagamento. Dessa forma, você pode respirar mais aliviado no pagamento de suas dívidas e ainda trocar operações mais caras – como o cheque especial e os juros do rotativo do seu cartão – por taxas de 1.56% ao mês, por exemplo.

No entanto, não se esqueça que é preciso buscar uma agência de confiança para realizar a transação. Afinal, é do seu dinheiro que estamos falando. Aqui na Oryent, prestamos um serviço seguro e de qualidade para facilitar a vida de nossos clientes. Entre em contato!